Posts Tagged ‘noticia’

Automatec Participa de Treinamento da Ferramenta Simatic PCS 7 na Siemens

Valcionei Orácio, gerente de engenharia da Automatec Automação Industrial Ltda, participou entre os dias 11/06 e 22/06, do treinamento da ferramenta Simatic PCS 7, na sede da Siemens, em São Paulo. O treinamento, ministrado pelo SITRAIN – Treinamentos em Automaçao e Soluções Industriais da Siemens, abordou os principais aspectos do uso desta ferramenta, como instalação, configuração e programação.

O Simatic PCS7 é uma ferramenta integrada que oferece soluções no Controle de Processos de um modo estruturado e eficiente.

O Simatic PCS 7, dentro do conceito TIA – Totally Integrated Automation, conta com a integração de todos os subsistemas, gerenciamento de dados, projetos e ativos permitindo uma engenharia eficiente e com um ótimo custo benefício.

É a Automatec preocupada em, cada vez mais, capacitar seus colaboradores e oferecer sempre as melhores soluções em eletricidade e automação.

Entre em contato com a Automatec e agende uma visita técnica.

Automatec Automação Industrial Ltda
Fone: +55 48 3437-8272 / 9984-5607
E-mail: automatec@automatec-sc.com.br
Site: www.automatec-sc.com.br

PDF Printer    Enviar artigo em PDF para

Notícia – Antivírus fraudulento para MacOS X diz que computador está infectado

Antivírus fraudulento para MacOS X diz que computador está infectadoEspecialistas também encontraram kit criador de vírus. Criminosos usam morte de Osama e ‘falha’ no Safari.

Empresas de segurança estão alertando para duas novas ameaças para computadores Macintosh, da Apple, com o sistema MacOS X: o antivírus fraudulento “MAC Defender” e um kit para criação de pragas digitais. Os códigos maliciosos funcionam exatamente como os de Windows. O MAC Defender está sendo disseminado junto com os ataques à computadores Windows usando a morte de Osama bin Laden.

O antivírus fraudulento, descoberto pelas empresas de segurança IntegoKaspersky, funciona exatamente como as pragas semelhantes para Windows. Ele afirma que o computador está infectado e que pode realizar uma limpeza, mas somente se o programa for comprado por, no mínimo, US$ 60. No entanto, o próprio “antivírus” é a praga e as detecções são falsas ou relacionadas a arquivos que ele mesmo criou no sistema.

O usuário pode ser infectado ao procurar imagens de Osama bin Laden em sites de busca. O líder terrorista foi morto neste domingo (1º) em uma operação do exército norte-americano. Usando uma função no Safari conhecida como “Open safe files after downloading”, o arquivo malicioso é capaz de se baixar e executar sozinho, embora ainda precise de permissão do usuário para se instalar. A função é conhecida por ter problemas de segurança desde 2006, mas não foi removida do navegador.

Um golpe semelhante para Mac foi encontrado em 2008, mas a interface gráfica do programa era diferente. O nome “Mac Defender” também é usado por uma empresa, que afirmou não ter nenhuma relação com a praga virtual.

-macdefender

Kit de criação de vírus
A empresa de segurança dinamarquesa CSIS anunciou a descoberta de um possível kit de criação de vírus para MacOS X chamado Weyland-Yutani. O kit consegue criar códigos maliciosos capazes de roubar senhas do Firefox; funções para o Safari devem ser lançadas “em breve”. Segundo a CSIS, os criminosos prometeram versões do mesmo kit para iPad e Linux. O kit estaria sendo vendido por US$ 1 mil.

Considerado livre de vírus durante muito tempo, a primeira praga virtual para MacOS X surgiu só em 2006. Em 2007, o primeiro vírus com intuito financeiro para a plataforma apareceu e foi batizado de RSPlug. Desde então, outras pragas digitais capazes de atacar computadores da Apple aparecem regularmente, embora em número incomparavelmente inferior ao de Windows.

Fonte: Desmonta & CIA

PDF Printer    Enviar artigo em PDF para

Dica – Complete Internet Repair

Complete Internet RepairEstamos vivendo na era da Internet, e é inevitavel que com as tecnologias  amplamente utilizadas, vem um novo conjunto de problemas. É por isso que foi desenvolvido este conjunto de reparação completa para Internet, cujo principal objetivo é resolver estes problemas, à medida em que eles chegam. Complete Internet Repair faz exatamente o que promete!

Mantenha sua rede livre de problemas

A ferramenta tenta reparar todos os problemas relacionados à Internet, incluindo problemas de rede. Basta lembrar sempre de duas regras essenciais: em primeiro lugar, não tente consertar algo que não está quebrado, você pode quebrá-lo. E em segundo lugar, esta ferramenta auxilia a resolver vários problemas relacionados à Internet, mas nem tudo pode ser reparado em um passe de mágica. A maioria das situações possui resolução, e é para isso que o Complete Internet Repair foi criado.

Complete Internet Repair é basicamente uma combinação entre o kit Internet Recovery e Winsock Repair. Uma grande ajuda, caso você esteja enfrentando algum dos seguintes problemas:

  • Problemas após a remoção de adware, spyware, vírus, worms, cavalos de Tróia etc.
  • Perda de conexão de rede após a instalação/desinstalação de um malware, VPN, firewall, antispam etc.
  • Problemas ao acessar qualquer página da web
  • Pop-ups relatando erros de rede
  • Falta de conectividade de rede devido a erros de registro
  • Problema ao encontrar DNS
  • Erro de renovação do endereço de IP do adaptador de rede ou outros erros DHCP
  • Problema de conectividade de rede com pouca ou nenhuma mensagem de conexão
  • Atualização do Windows não funciona
  • Problemas para se conectar a sites protegidos, como sites de bancos
  • O Internet Explorer parou de funcionar ou falha o tempo todo
  • Outros problemas de rede.

rizone

Compatibilidade Windows XP, Windows 2003, Windows Vista 32 Bits, Windows 2008, Windows 7 32 Bits

Fonte: Desmonta&CIA

PDF Printer    Enviar artigo em PDF para

Dica – Criando Pasta Com Senha

COPIE O CODIGO ABAIXO NO BLOCO DE NOTAS PARA CRIAR UMA PASTA COM SENHA E SUBSTITUA  A PALAVRA EM VERMELHO PELA SUA SENHA
cls
@ECHO OFF
title Folder Private
if EXIST “Control Panel.{21EC2020-3AEA-1069-A2DD-08002B30309D}” goto UNLOCK
if NOT EXIST Private goto MDLOCKER
:CONFIRM
echo Tem certeza de que deseja bloquear a pasta (Y/N)
set/p “cho=>”
if %cho%==Y goto LOCK
if %cho%==y goto LOCK
if %cho%==n goto END
if %cho%==N goto END
echo Invalid choice.
goto CONFIRM
:LOCK
ren Private “Control Panel.{21EC2020-3AEA-1069-A2DD-08002B30309D}”
attrib +h +s “Control Panel.{21EC2020-3AEA-1069-A2DD-08002B30309D}”
echo Folder locked
goto End
:UNLOCK
echo Digite a senha para desbloquear pasta
set/p “pass=>” jtsdownload ( AKI VC SUBSTITUI POR SUA SENHA)
if NOT %pass%== jtsdownload goto FAIL
attrib -h -s “Control Panel.{21EC2020-3AEA-1069-A2DD-08002B30309D}”
ren “Control Panel.{21EC2020-3AEA-1069-A2DD-08002B30309D}” Private
echo Folder Unlocked successfully
goto End
:FAIL
echo Senha Invalida
goto end
:MDLOCKER
md Private
echo Private foi criada com sucesso
goto End
:End

Fonte: http://jtsdowload.blogspot.com

PDF Download    Enviar artigo em PDF para

Dica – Problemas de ativação do Windows 7 num notebook

Windows7_NoteA venda de notebooks no Brasil dispatou. Os financiamentos camaradas ajudam, só que o custo do hardware chegou num ponto tão baixo que o valor do Windows começou a pesar muito. Um aparelho que custa, digamos, R$ 1.400 com o Windows 7 Home Premium é encontrado numa versão sem Windows (com Linux) por algo como R$ 1.000. A diferença é justamente o sistema operacional. Existem também os micros e notebooks que têm hardware suficiente para rodar a versão Home Premium mas que vêm com a Windows 7 Starter Edition, que é bem mais barata do que a Home Premium, a mais indicada para a grande maioria dos usuários.

Num país onde a pirataria corre solta, como acontece aqui no Brasil, muitos usuários resolvem comprar os notebooks mais baratos e correr o risco de utilizar produtos “genéricos”. Deletam o sistema operacional que veio em seus micros novos e colocam o Windows 7 Home Premium ou até o Ultimate, só que esta operação costuma dar origem a várias questões:

Ocorre que existem várias versões de Windows 7 e, dentro de cada versão, existem várias mídias de instalação, como OEM, BOX e ENTERPRISE. Comecemos então por entender essa terminologia:

A sigla OEM significa Original Equipment Manufacturer, ou seja, fabricante de equipamentos originais. No caso do Windows, designa as cópias que foram concedidas para um determinado fabricante de computadores.

A sigla LATAM significa LAtin AMerica, ou seja, América latina. Designa aparelhos ou números de série específicos para esta região do planeta.

Não achamos o significado do termo OA EM mas devemos crer tratar-se da mesma coisa que OEM ou alguma de suas variações, uma vez que o termo OEM é muito vago e pode designar várias coisas.

As versões BOX do Windows 7 são as vendidas nas lojas, com uma caixinha (daí o nome) contendo o DVD, o manual e o certificado da licença.

As versões ENTERPRISE são diferentes das vendidas em BOX. Geralmente não vêm em caixa, ou vêm numa caixa que serve para diversos usuários. E esta é a grande diferença em relação às versões BOX, pois as versões ENTERPRISE permitem a instalação em diversos micros usando o mesmo número de série, enquanto que a versão BOX permite apenas um número de série por usuário e portanto só pode ser instalada em um computador.

Neste sentido, as versões ENTERPRISE são bem parecidas com a OEM, a grande diferença é que a versão OEM é “casada” com os micros de determinado modelo de um fabricante específico, enquanto que a versão ENTERPRISE é vendida para uma empresa. Grandes corporações como, por exemplo, a IBM, não compra Windows em BOX, mas sim uma licença ENTERPRISE que permite instalar a mesma cópia em, digamos, 5.000 computadores.

Portanto, no caso do Windows Vista, Windows Server 2008 e Windows 7, o número de série de uma cópia OEM vem “casada” com determinada série de computadores. Como isto é feito? Todo BIOS de computador tem a chamada “tabela SLIC” onde ficam gravados o nome do fabricante e o tipo do aparelho, entre outras informações, que são verificadas pelo ativador do Windows no momento da ativação, e o número de série é casado com determinada tabela SLIC e com determinada mídia de instalação. No caso do leitor, todos os notebooks Toshiba M645 devem provavelmente usar o mesmo número de série. Mas estes número OEM só funciona com a cópia de Windows OEM que veio com o equipamento, não adianta pegar uma cópia de outro aparelho e nem uma cópia de varejo (que vem “em caixa” ou “box”).

Costuma não adiantar sequer pegar um destes “ativadores” para Windows Vista/7. Estes costumam ser feitos para mídias (DVDs) das versões do tipo Enterprise ou Box do sistema, excluindo as versões OEM. Talvez alguns deles (como o Windows7Loader ou o Uloader) funcionem no caso do leitor para “ativar” a cópia, mas devemos ressaltar note que esta “ativação fajuta” não legaliza o software. Usando programas deste tipo aquela instalação de Windows continuará sendo ilegal, mas possivelmente vai começar a passar no teste de produto original da Microsoft e ganhará o “direito” a fazer as atualizações.

Fonte:PNP

Enquete:

Qual a sua avaliação sobre o Windows 7?

View Results

Loading ... Loading ...
PDF Creator    Enviar artigo em PDF para