Posts Tagged ‘windows’

Dica – Você sabe quando é que um micro precisa realmente ser formatado?

formatar ou naoÉ preciso entender que um micro raramente precisa ser formatado, a não ser que seja uma máquina de teste onde se instala tudo quanto for programa que aparecer pela frente – o que é uma verdadeira mania para muitas pessoas – ou então se for um computador usado para procurar software pirata ou material pornográfico. Mas, nestes casos extremos, é melhor fazer uma instalação completa e torná-la padrão. Com isto, basta fazer um clone da mesma para recuperar o micro quando for preciso.

Outra saída para quem instala muitos aplicativos é utilizar programas como o Deep Freeze, que restaura o micro à uma configuração padrão toda vez que o micro for ligado, por isto ele é muito usado nas lan houses.

Fora estes casos extremos, no uso normal um micro com Windows pode ser usado por anos a fio sem necessidade de reinstalação do Windows, desde que o usuário tome um mínimo de cuidados. Quando um micro apresenta problemas, na grande maioria das vezes eles podem ser corrigidos com práticas de manutenção.

Esta tradição de formatar o micro com Windows no primeiro sinal de erro ou de instabilidade surgiu nos tempos em que o Windows 98 estava saindo de linha e o Windows XP estava começando a cair no gosto dos usuários. Estamos falando do início dos anos 2000, quando durante alguns anos os micros com Windows foram presa fácil dos vírus e congêneres. A própria mudança da linha 98 (que era originária do MS-DOS) para a linha 2000/XP (que era originária do Windows NT) gerou uma série de incompatibilidades. Foi uma época de grandes mudanças de tecnologia no hardware, o que levou a mais problemas. Como o Windows ainda era leve e fácil de instalar, muitas pessoas preferiam ir logo formatando o micro quando aparecia qualquer problema, era mais fácil do que ficar procurando a solução.

Mas, historicamente falando, a Microsoft reagiu com energia ao lançar o SP2 para o Windows XP, que transformou radicalmente o produto. Era praticamente um outro sistema operacional, e foi tão bom que o Windows XP com SP2 reinou soberano de 2004, quando saiu o SP2, até 2009, quando saiu o Windows 7 que realmente mostrou-se uma alternativa viável ao Windows XP e que iniciou então uma onda de substituição do Windwows XP pelo Windows 7.

Fato é que o Windows XP com SP2 e SP3 e seus sucessores, como o Vista e o Windows 7, são muito mais estáveis e seguros que seus antecessores, estando bem menos sujeitos a invasões por malware. Suas instalações podem ser usadas tranquilamente durante anos, salvo as exceções que explicamos acima, e desde que tomando um mínimo de cuidados como não entrar em sites suspeitos e não abrir qualquer email que lhe apareça pela frente.

Mas para resolver o problema de lentidão do Windows sem formatar aconselhamos utilizar alguns programas que nós da Desmonta&CIA costuma utilizar como ferramenta de trabalho que são o MV RegCleaning, Auslogics Boost Speed, PCmover, acessar o Msconfig do próprio windows e desabilitar serviços e programas que iniciam assim que o computador é ligado(aqueles que ficam na bandeja do sistema ao lado do relógio), limpar o cooler e a placa dissipadora da poeira que acumula com o passar do tempo de uso é importante e trocar a pasta térmica do processador pois ela resseca devido ao calor que é submetida. Atualize seus drivers para que o PC fique mais confiável e rápido, use também o System Explorer que é um utilitário gratuito que exibe informações detalhadas sobre processos em execução, assim poderá encontrar algum processo suspeito que poderá ser um vírus, execute o anti-vírus com a sua dat atualizada para pegar possíveis vírus. Parece trabalhoso tudo isso mas nós garantimos, é mais fácil do que ter que reinstalar tudo, correr atrás dos drivers e dos programas novamente e no mais, a maquina fica melhor do que se tivesse formatado. Palavra de quem esta acostumado com essas ferramentas.

Fonte:Desmonta&CIA

PDF Creator    Enviar artigo em PDF para

Dica – Tutorial: Como Restaurar Associação De Atalhos No Windows Vista E Windows Seven

Por um descuido do usuário no Windows 7 a associação de links (atalhos) .lnk pode ser facilmente perdida e sua restauração não é tão simples assim.
Acontece quando você escolhe abrir um atalho (.lnk) com outro programa que não seja o padrão e torná-lo definitivo. A partir dai o Windows passa a não abrir os atalhos.
A restauração é bastante simples depois que você descobre como fazer. Basta baixar o arquivo do link http://www.winhelponline.com/fileasso/lnkfix_vista.zip e mandar abrir o conteúdo para que o registro do Windows volte as associações corretas, funciona tanto para Windows Vista quanto para o Seven.

Após não esqueça de reiniciar o micro para que os ícones também voltem ao normal.

Fonte: Bits Caverna

PDF Download    Enviar artigo em PDF para

Dica – Complete Internet Repair

Complete Internet RepairEstamos vivendo na era da Internet, e é inevitavel que com as tecnologias  amplamente utilizadas, vem um novo conjunto de problemas. É por isso que foi desenvolvido este conjunto de reparação completa para Internet, cujo principal objetivo é resolver estes problemas, à medida em que eles chegam. Complete Internet Repair faz exatamente o que promete!

Mantenha sua rede livre de problemas

A ferramenta tenta reparar todos os problemas relacionados à Internet, incluindo problemas de rede. Basta lembrar sempre de duas regras essenciais: em primeiro lugar, não tente consertar algo que não está quebrado, você pode quebrá-lo. E em segundo lugar, esta ferramenta auxilia a resolver vários problemas relacionados à Internet, mas nem tudo pode ser reparado em um passe de mágica. A maioria das situações possui resolução, e é para isso que o Complete Internet Repair foi criado.

Complete Internet Repair é basicamente uma combinação entre o kit Internet Recovery e Winsock Repair. Uma grande ajuda, caso você esteja enfrentando algum dos seguintes problemas:

  • Problemas após a remoção de adware, spyware, vírus, worms, cavalos de Tróia etc.
  • Perda de conexão de rede após a instalação/desinstalação de um malware, VPN, firewall, antispam etc.
  • Problemas ao acessar qualquer página da web
  • Pop-ups relatando erros de rede
  • Falta de conectividade de rede devido a erros de registro
  • Problema ao encontrar DNS
  • Erro de renovação do endereço de IP do adaptador de rede ou outros erros DHCP
  • Problema de conectividade de rede com pouca ou nenhuma mensagem de conexão
  • Atualização do Windows não funciona
  • Problemas para se conectar a sites protegidos, como sites de bancos
  • O Internet Explorer parou de funcionar ou falha o tempo todo
  • Outros problemas de rede.

rizone

Compatibilidade Windows XP, Windows 2003, Windows Vista 32 Bits, Windows 2008, Windows 7 32 Bits

Fonte: Desmonta&CIA

PDF Creator    Enviar artigo em PDF para

Dica – Segurança – Ferramenta falsa apaga todos arquivos do PC

Um golpe começou a circular na rede utilizando um arquivo mal-intencionado muito parecido com a Ferramenta de Remoção da BitDefender. O mecanismo falso, na verdade, deleta todo o conteúdo do “C:\ drive” do computador.

A falsa “ferramenta de remoção”, identificada como “Trojan.BAT.Delall”, exibe um ícone que representa uma seringa. Após executar o mecanismo, um arquivo em lotes realiza alguns ajustes no Registro do usuário e então, todos os documentos do drive já mencionado começam a ser apagados.

O golpe se inicia com o vírus Trojan que, antes de ser eliminado, troca a configuração dos botões do mouse e muda as associações dos arquivos, trocando por “exe”, “mp3” e “arquivos de vídeo”, com a finalidade de evitar que esses arquivos sejam abertos.

O vírus também tenta deletar todos os arquivos, com exceção dos que estão em uso – que são poupados. E após 10 minutos, o Trojan obriga o sistema a reiniciar. Depois disso, provavelmente o sistema não será mais reconhecido.

A BitDefender afirma que já adicionou uma assinatura contra essa ferramenta falsa, e sugere aos usuários que, sempre ao baixar aplicativos gratuitos da Internet, tenham certeza de que o site é confiável e de que o seu antivírus examine o respectivo aplicativo. E se possível, apenas faça o download dos arquivos direto do site oficial da empresa que criou o produto.

Fonte: Monica Campi, de INFO Online

PDF    Enviar artigo em PDF para

Dica – Como remover vírus a partir do próprio computador infectado?

A técnica demonstrada na citada matéria é bastante eficiente. Consiste em retirar o HD do computador supostamente infectado com vírus, colocar este HD como secundário em um outro micro, com um Windows e Antivírus atualizado e de boa qualidade, e fazer o escaneamento total deste HD neste micro auxiliar. Depois disto o HD é retornado ao micro original e são feitos os demais ajustes e correções conforme mostrados no referido artigo.

Entretanto, existem realmente situações onde não é possível fazer este procedimento, pela falta de um micro auxiliar ou pelo fato do micro infectado estar na garantia de fábrica e lacrado. Nestes casos, pode-se tentar o escaneamento a partir do próprio micro infectado. O antivírus normal, que se instala nos micros com Windows, podem detectar algumas ameaças. Entretanto, depois que o vírus está instalado, uma das primeiras providências das ameaças mais elaboradas é justamente desabilitar o antivírus ou modificar sua detecção para deixar de detectar aquele programa como ameaça. Por isto é que torna-se difícil eliminar os vírus a partir do próprio micro contaminado.

O jeito então é eliminar os programas indesejados a partir do próprio micro. Existem várias ferramentas para isto, como por exemplo, as três abaixo citadas:

Combofix

Este aplicativo faz um escaneamento nas áreas críticas do Windows e, de quebra, restaura as configurações do Windows ao padrão de fábrica. Assim, não apenas remove os vírus mais perniciosos, mas também restaura muitas coisas do Windows que podem ter deixado de funcionar, como o acesso à rede ou às configurações pelo painel de controle.

Ferramenta de Remoção de Software Mal Intencionado do Windows

Aplicativo que roda direto do Windows, escanceando as áreas críticas e removendo um grande número de pragas. Pode ser executado a partir do próprio Windows, uma vez que faz parte do próprio, mas como esta cópia pode também estar contaminado recomenda-se utilizar uma cópia externa. A janela Propriedades surgirá. Repare que a opção “Permitir que os arquivos desta unidade tenham o conteúdo indexado junto com as propriedades do arquivo” está ativada. Desative-a e dê OK.

Kaspersky Vírus Removal Tool

Esta ferramenta pode ser baixada direto do site da Kaspersky, em http://support.kaspersky.com/viruses/avptool2010?level=2. Para usar esta ferramenta, entre em modo de segurança, instale a ferramenta e a execute. Quando o micro estiver infectado, ela detecta muita coisa e não danifica o sistema. Depois do escancear o HD e memória, é recomendável remover a ferramenta do HD. Se por um acaso não for possível entrar em modo de segurança baixar a ferramenta em outro PC, instalar o HD infectado como secundário, entrar em modo de segurança pelo HD principal e escanar o HD secundário. Existem também outras ferramentas de detecção e remoção de vírus, mas são pagas ou então são difíceis de usar, reservadas apenas para especialistas, e que deixamos de mostrar aqui.

Fonte: Revista PnP

PDF Creator    Enviar artigo em PDF para