Archive for the ‘Dicas’ Category

Tutorial: Configuração OPC Simatic Net – Simatic Step 7 V5.4 – Siemens S7-300

Este documento é de propriedade da Automatec Automação Industrial, não podendo ser reproduzido sem seu prévio consentimento.

CONFIGURAÇÃO OPC SIMATIC NET – SIMATIC STEP 7 V5.4

Este tutorial tem por objetivo descrever como é feita a configuração do OPC Simatic NET utilizando o CLP S7-300 com software de programação Simatic Step 7 V5.4.

Estrutura para Realização dos Testes

  • Micro computador comunicando em rede Ethernet com o CLP S7-300.
Configuração do OPC

1 – Inserir uma PC Station no projeto;

 

2 – Colocar o nome da PC Station conforme o nome do computador. Exemplo: VMPC09;

3 – Clicar sobre a PC Station e logo após dois cliques em Configuration. A tela abaixo será aberta;

4 – Inserir o IE General no Slot 2 e o OPC Server no Slot 3. Os mesmos se encontram no lado direito da tela, na opção SIMATIC PC Station;

Caminhos:

  • IE General: SIMATIC PC Station > CP Industrial Ethernet > IE General;
  • OPC Server: SIMATIC PC Station > User Aplplication > OPC Server;

Ao inserir o IE General a seguinte tela será aberta:

5 – Configurar o campo IP address conforme o IP da máquina;

 

6 – Selecionar a Subnet Ethernet. Caso não tenha essa opção, clicar no botão New e inserir uma rede. Após selecionar a Subnet, clicar em OK. A configuração deve ficar semelhante a imagem abaixo;

7 – Clique em Save and Compile e Feche o HWConfig;

8 – Abrir o Configuration Console no seguinte caminho: Iniciar > SIMATIC > SIMATIC NET > Configuration Console;

9 – Ir até a aba “General” da placa de rede instalada no micro, que se encontra na opção “Modules”;

10 – Em Mode of the Module selecionar a opção Configured Mode;

11 – Colocar o Index 2 (para que fique igual a configuração no Simatic);

12 – Clicar em Apply;

13 – Clicar no ícone do Station Configuration, perto do relógio do Windows;

14 – Clicar com o botão direito do mouse sobre a linha 3 > Add. A seguinte tela será aberta:

15 – Em Type, selecionar OPC Server;

16 – Em Index selecionar 3;

17 – Clicar em OK;

18 – No Simatic Manager, abrir o NetPro. (Options > Configure Network);

19 – Na PC Station, dar um clique em OPC Server. Na tabela que abrir na parte inferior clicar com o botão direito do mouse > Insert New Conection. A seguinte tela será aberta:

20 – Selecione a CPU e clique em OK;

21 – Em Local ID, digitar OPC ou o nome da conexão que será usada depois no cliente OPC;

22 – Clicar em OK;

23 – Clique em Save and Compile;

24 – Clicar com o botão direito do mouse sobre a PC Station > Download > Selected Stations;

25 – Fazer o Download do programa para o CLP.

Se todos os passos forem seguidos corretamente a aparência da tela do Station Configuration deve ficar semelhante à figura abaixo.

 

Autoria: Adriano Brolesi Moro, Tecn.go.

Entre em contato com a Automatec e agende uma visita técnica.

Automatec Automação Industrial Ltda
Fone: +55 48 3437-8272 / 9984-5607
E-mail: automatec@automatec-sc.com.br
Site: www.automatec-sc.com.br

PDF Printer    Enviar artigo em PDF para

Dica – Sua Senha é Forte e Segura?

É primordial nos dias de hoje saber como criar uma senha segura. No dia-a-dia utilizamos muitos serviços online e precisamos ter uma senha bem complexa e segura para não ter problemas de contas hackeadas, evitando assim muitas dores de cabeça.

Hoje, com certeza, você deve ter no mínimo uma senha para acessar o computador, senha para acessar seu email, senha para acessar seu Orkut, Facebook, MSN fora outros serviços que são necessários diariamente.

Infelizmente muitas pessoas ainda usam a data do aniversário, o próprio nome, nome de ídolos e a famosa senha 123456. Utilizar esse tipo de senha é pedir para ter a privacidade invadida.

Como criar uma senha segura

Uma senha segura dever ter, no mínimo, 8 caracteres envolvendo letras, números, caracteres especiais e, se possível, alguns caracteres em maiúsculo.

Exemplo de senha segura: $90Tiow*98#

No entanto uma senha como esta pode se tornar impossível de lembrar, mas é possível criar uma senha segura e forte usando a criatividade. Você pode, por exemplo, juntar alguns caracteres especiais, números e letras baseados em gostos pessoais ou associações de palavras.

Ex.: #bng2011DT$

Parece difícil recordar? Não. É simples. Optei por começar minha senha com # e terminar por $ com o ano no centro e uma referência ao Blog da Nova Gradiente e ao meu blog.

#BlogNovaGradiente2011DesignTecnologico$

Obviamente que usar uma senha desse tamanho é desnecessário. É importante associar a senha a alguma coisa que você goste e que nunca vai esquecer. De preferência não use a mesma senha em todos os serviços que está cadastrado.

Como saber se a senha é realmente forte?

É agora que vem a dica. Você cria uma senha, mas como saber se ela é realmente forte?

Existe um aplicativo web que permite medir a força da senha, o Password Meter. Através dele você pode saber se sua senha é realmente forte e segura.

Seu funcionamento é bem simples.

1 – Acesse o Password Meter;
2 – Informe sua senha no campo “Password”;

O importante é manter o “Score” 100% e o campo “Complexity” como Very Strong. O serviço mostra um relatório com estatísticas de força e segurança da sua senha. Quando aparecer o ícone azul é porque sua senha está excepcional, verde é aceitável, amarelo atenção e vermelho quando é preciso melhorar a senha.

Apesar das pessoas não se preocuparem em criar uma senha forte é bom ter em mente que ter sua privacidade violada pode ocasionar em diversas dores de cabeça. Usando a criatividade é possível criar um password seguro, forte e fácil de lembrar.

Fonte: Blog Gradiente

PDF Creator    Enviar artigo em PDF para

Dica – Erro dos gadgets do windows seven – Como recuperar?

Estava usando meu computador quando do nada os gadgets da área de trabalho começaram a apresentar erro, alguns apareciam semelhante a um quadrado preto, outros somente com um contorno, e agora?

A solução para tal é mais simples do que imaginamos, após algumas pesquisas na internet descobri que o erro acontece “dentro” da pasta onde ficam armazenados as configurações dos gadgets, para a correção devemos fazero seguinte:

1 – Fechar todos os gadgets abetos:

Vá ao menu iniciar e digite na busca gadgets e selecione a opção Exibir Lista de gadgets em execução, feche todos os itens abertos selecionando e clicando em remover.

2 – Renomear pasta Windows Sidebar:

Vá ao menu iniciar e digite na busca %LOCALAPPDATA%\Microsoft\Windows Sidebar, renomeie a pasta Windows Sidebar para Windows Sidebar_Old.

3 – Adicione os gadgets novamente na área de trabalho e deverá funcionar, os gadgets que você possuía que não são padrão do windows devem ser copiados de dentro da pasta Gadgets que esta dentro da pasta Windows Sidebar_Old.


4 – Caso os gadgets ainda não voltem ao normal, como no meu caso, talvez seja necessário apagar alguns registros do windows, mas atenção não me responsabilizo por qualquer dano ao computador ou mal uso das informações deste post, execute os passos 1 e 2 após vá ao menu inciar e digite na busca regedit e vá até a chave [HKEY_CURRENT_USER\Software\Microsoft\Windows\CurrentVersion\Internet Settings\ apague a pasta Zones. Depois execute o passo 3.

Caso não consiga deixe um comentário que tentaremos ajuda-lo(a).

Create PDF    Enviar artigo em PDF para

Dica – Como recuperar dados apagados no HD

O disco rígido ou (no inglês HD Hard Disk) é um meio de armazenamento físico mais utilizado atualmente pelos usuários, os discos rígidos possuem importância vital para os microcomputadores e principalmente para o usuário, que neles guardará todos os programas e dados gerados.

Muitas informações confidencias que são de muita importância podem estar armazenadas nos discos rígidos e eles estão sujeitos a perder os dados por inúmeras causas, como catástrofes da natureza, vírus, descuido do usuário entre outros. É aqui que entra a ajuda dos programas de recuperação de arquivos que fazem a varredura em todo o disco para verifica se é possível a recuperação dos dados, nesse artigo mostrarei a utilização do software
Mareew Hard Drive Recovery
Baixar e instalar um aplicativo de recuperação de dados requer uma abordagem diferente de qualquer outro tipo de software. É importante que você siga as instruções de instalação, a fim de evitar a corrupção após a discos danificados ou apagados os dados.

IMPORTANTE: É fundamental que nunca utilize um disco danificado ou um disco que contém arquivos de recuperação para salvar o arquivo de instalação baixado, ou para instalar Mareew Hard Drive Recovery. Salvar uma cópia transferida do Mareew Hard Drive Recovery em um disco ou partição separada, ou usar um dispositivo externo, como um drive USB, cartão de memória flash, disco de CD ou DVD, ou um local de rede e instale o programa.

Como a maioria dos softwares considerados bons não são gratuitos esse não é diferente, você pode comprar a chave para poder utilizar da melhor maneira possível o programa ou você pode utilizar o software na sua versão demo onde que algumas funcionalidades estarão limitadas.

Abertura do programa a partir do menu Iniciar ou no desktop de seu PC irá mostrar uma janela de boas vindas do Easy Recovery Wizard.

Especifique um disco ou partição para recuperar dados. Você pode escolher um determinado volume ou discos rígidos inteiros. Nesta etapa, sem modificações são feitas para os discos. Alternativamente, você pode montar um instantâneo de um disco para recuperar com segurança seus dados. Clique Mapa Virtual Divisórias para aceder a esta funcionalidade. Monte uma imagem previamente criada usando Ajuda – Montar Imagem. Criar um novo instantâneo clicando um disco ou partição e selecionando Create Recovery Snapshot.

Após a procura dos arquivos estiver concluída, a janela a seguir irá mostrar uma lista de arquivos recuperáveis.

Perdidos e arquivos apagados são marcadas com um “X” vermelho. Clique em um arquivo para ver a sua visualização. A fim de mantê-lo seguro, não há dados escritos no disco enquanto os arquivos de visualização.

Marcar todos os arquivos que deseja recuperar com caixas de seleção na visualização do arquivo na esquerda, e clique em Avançar.

Especifique uma pasta para salvar arquivos recuperados para. Certifique-se que a pasta está localizada em um disco separado ou partição diferente da que está sendo recuperado. Clique em Avançar para prosseguir.

Após o processo de recuperação for concluído, clique no link sublinhado para abrir uma pasta que contém os arquivos recuperados. Clique em Concluir.


Fonte: www.oficinadanet.com.br

Create PDF    Enviar artigo em PDF para

Dica – MITO ou VERDADE: Tirar o pendrive sem remoção estraga?

http://oficinada.net//imagens/coluna/3053//pendrive-note.jpgSabemos que tirar o pendrive sem ter o cuidado necessário do computador, notebook ou netbook é muito comum entre os usuários. Muitas pessoas já ouviram falar que retirar o pen drive bruscamente pode causar algum prejuízo à máquina ou mesmo ao aparelho em questão, porém, mesmo assim, a maioria não tem preocupação com o assunto. Outros, no entanto, desconhecem totalmente a questão. Aos desinformados ou mesmo àqueles que pensam que a ideia de danificar algum aparelho ao tirar o pendrive sem um cuidado especial, fiquem sabendo que é bem possível ter prejuízos. A explicação para isso é bastante simples. O seu pendrive pode queimar caso seja removido sem cuidado, pois, qualquer dispositivo USB utiliza energia elétrica para ser identificado e lido pelo computador. Deste modo, em uma remoção brusca, sem fazer com que ele pare de funcionar, pode acontecer que uma corrente elétrica esteja passando nesse momento e assim fazer com que o pen drive ou mesmo a porta de entrada USB seja queimada.
Outra questão relevante na retirada brusca do pendrive é quanto a integridade dos seus documentos. Por ele possuir a característica de “hot-swappable”, ou seja, pode ser conectado ou desconectado com o computador ligado, sem risco de dano ao hardware seja a porta em que encontra-se ligado ou mesmo o próprio dispositivo. Os dados armazenados podem sofrer danos caso o dispositivo seja removido bruscamente durante operações de leitura ou de gravação.

Para não termos surpresas ruins ao retirar o pendrive sem a forma dita segura o ideal é seguir os passos recomendados. Assim, quando desejar remover o pendrive de uma unidade, clique inicialmente no ícone ?USB? na barra de tarefas, bem próximo ao relógio, após selecione o drive referente ao pendrive e clique nele. Deste modo é feita a remoção segura. No entanto existe outra forma também recomendada para a remoção do pendrive. Muitos especialistas defendem a ideia de que quando estamos usando um pendrive ou qualquer outro dispositivo removível, há um ícone que exibe a opção “Remover Hardware com Segurança“, assim, o sistema assegura a integridade de seu pendrive e que não haja prejuízos de dados ao remover o dispositivo, como vimos anteriormente. No entanto, fala-se que é possível desconectar o pendrive com segurança sem avisar o sistema operacional. Para fazer isso, é necessário ter certeza que o mesmo não está mais transmitindo dados, ou seja, nem copiando e nem lendo arquivos. O pendrive costuma ter um led que fica piscando quando está em uso, realizando alguma operação. Então, se esta luz estiver apagada, dizem que é possível remover o dispositivo com segurança e assim, não danificar o pendrive e muito menos perder os arquivos.

Outros gadgets estragam?

Já comentamos sobre a retirada brusca do pendrive. Então, será que os outros dispositivos móveis também correm o risco de danificar ou mesmo prejudicar a sua máquina caso sejam retirados sem as precauções ditas necessárias? Devemos então “Ejetar ou desconectar hardware”, antes de remover a câmera, pendrive, mp3 player ou qualquer dispositivo do computador? No geral os sistemas operacionais não gravam todas as ações diretamente, enquanto o usuário está realizando o ato. Ele costuma gravar de forma incompleta, e só é atualizado ao pedir para remover os dispositivos. Esse processo normalmente agiliza o tempo das operações. Deste modo, dispositivos que armazenam dados, como o pendrives e mp3 players, são os que mais podem ter problemas com a retirada incorreta. Assim, ao remover um dispositivo sem informar ao sistema, as últimas ações realizadas com ele podem ser perdidas. Após a retirada o usuário irá perceber que talvez alguns arquivos não foram salvos no computador ou mesmo possuindo erros. Especialistas alegam que no Windows as consequências de uma interrupção brusca de um dispositivo é mais difícil de ocorrer, pois ele está preparado para uma remoção rápida. Para tanto, alegam que no Linux, o funcionamento é diferente, assim, se o usuário desconectar o dispositivo sem avisar o sistema, irá correr o risco de perder arquivos.

Os dispositivos que não armazenam dados, como scanners, impressoras, câmeras (web cam), etc, não há muita necessidade de informar ao sistema que eles serão removidos. Para muitos dispositivos, o Windows não costuma mostrar o ícone de remoção de dispositivo, indicando assim, que podem ser removidos diretamente do sistema.

Mito ou verdade? [verdade]

Após toda essa leitura, você deve estar pensando se é ou não verdade que a retirada brusca de um pendrive pode danificá-lo ou mesmo estragar um computador?
A resposta é Sim, pode estragar. O computador propriamente dito o risco é praticamente inexistente, apenas poderá danificar a porta de entrada USB, porém o risco de danificar o pendrive é maior. Além do mais, os arquivos podem ser danificados, e ninguém gostaria de perder documentos importantes, certo? Então, mesmo que o risco de danificar um computador seja pequeno, não basta ter um pouco mais de cuidado na retirada do dispositivo e garantir a integridade de todos os documentos.

Fonte: www.oficinadanet.com

Create PDF    Enviar artigo em PDF para